Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

O presente que me ofereci.

Andava mesmo a fazer-me falta. Às vezes apetecia-me pôr ideias em prática mas não podia. E a da minha mãe nem sempre está disponível. Fiz pesquisas na net, entrei em várias lojas para ver que havia e observar a relação preço/qualidade. Confesso que fiquei um pouco decepcionada. Talvez porque esteja em desuso, talvez porque poucos sabem usá-la. Decidi que iria esperar, concerteza que havia de surgir alguma que me agradasse. E apareceu-me esta beldade no meu caminho! {#emotions_dlg.heart}

 

 

Digam lá que não é linda?!? Pois é, quem espera sempre alcança e eu consegui encontrar uma destas da marca Singer - uma das melhores marcas - a um preço super acessível. As que tinha encontrado eram caríssimas e as mais baratas não valiam um caracol.

Nem imaginam as coisas magníficas que eu e a minha parceira iremos fazer juntas! Aguardem-nos! {#emotions_dlg.sarcastic}

 

 

Que Delícia!

Hoje, logo pela manhã vieram entregar-me um presente. E tão contente que fiquei pois adorei o presente. Aliás, adoro. Foi logo meio caminho andado para um dia excelente (tirando o excesso de calor!).

 

Uma grande amiga da minha mãe, que é da zona do Fundão, costuma sempre lembrar-se de mim pois sabe como eu sou gulosa por aquilo.

Todos os anos lá vem aquele presente. Há dois anos, até vinha uma "pernada" bem recheada e enfeitada com elas. Ainda pensei em enterrar a pernada num vaso mas era quase impossível que pegasse.

 

Adoro aquelas "bolinhas" vermelhas, doces e suculentas. Adoro lavá-las e desatar a degustá-las como companheiras de leitura de um belo livro numa tarde quente de verão. Se pudesse ser ao ar livre, deitada à sombra de àrvore frondosa... What a dream! 

 

Há lá coisa melhor do que umas cerejinhas doces e frescas?

Surpresa!!!

 

Hoje de manhã fui apanhar uma grande seca com a minha mãe: fomos até à Segurança Social pedir o Complemento Solidário para Idosos. Uma nova invenção do governo para "aumentar" as enormíssimas reformas que quem está reformado recebe.

 

O governo "fez o favor" de abrir a Segurança Social  2 sábados, sob o pretexto de ter à disposição ajuda para o preenchimento dos impressos necessários à candidatura. Sim, porque não é garantido que recebam mais 5 tostões de aumento da reforma.

 

Existem os prevenidos que foram para a porta da SS (esta abreviatura é um bocado infeliz) às 6 da manhã, quando aquela só abria às 9 horas; existem os a-ver-se-pinga-alguma-coisa e que de antemão já sabiam que não se enquadravam nos requisitos mas foram aumentar a fila; e existem aqueles que sobrevivem, sabe Deus como, com reformas minúsculas e a quem estes aumentos são mais que devidos.

 

Conseguimos despachar-nos ainda a tempo de ir fazer almoço a casa. No entanto, estávamos decididas a compra algo já feito para nos poupar trabalho e ser mais rápido.

Liguei ao N. para saber o que andava a fazer e ele diz-me que foi às compras e que me pode  ir apanhar se eu quiser. Claro que quis. O calor e a vontade de ir ao WC eram imperiosas.

 

Disse-me logo que me tinha comprado duas coisas. Naturalmente, perguntei o que eram. "Logo vês", foi a resposta que obtive.

Entrámos no carro e viémos para casa.

 

Foi então que me foi feita uma agradável surpresa: o N. ofereceu-me um livro. Mas não foi um livro qualquer, não.

O livro que ele me ofereceu foi escrito por um dos meus autores favoritos: Mia Couto. Iupiiii!!!

Estou ansiosa de meter "olhos à leitura" e acho que vai ser ainda hoje bem instalada no sofá. Ou então já enfiada na cama com o Pimentinha aninhado a um lado e o N. no outro.  

Ah! E a outra surpresa...  Foi um Bolo Brigadeiro... Eu ontem disse que me apetecia um bocadinho de bolo de chocolate daqueles bem molhadinhos e ele fez-me a vontade...!!!